Doenças

Doenças

Toda doença é um padrão de pensamento e de um sentimento ruim que pode estar impregnado em nosso espirito, mas que é fruto de outras vidas ou desta vida. Pensamentos e sentimentos repetitivos que precisam mudar através de nossa reforma íntima. Às vezes a doença é uma maneira de limpar o que está no inconsciente e que de certa forma não conseguimos há várias encarnações e, talvez por isso que, às vezes, até nos curamos, mas nossa doença retorna e mais forte, pois não conseguimos mudar.
Nas crianças não é de outra forma, elas são espíritos que possuem uma bagagem de várias encarnações, algumas vitoriosas de desenvolvimento da evolução do espirito, mas muitas, fruto de padrões comportamentais errôneos que precisam de mudança para que possam evoluir espiritualmente.
Muitas vezes, um espirito que vem com uma doença grave vem numa oportunidade de mudar o que não consegue há várias encarnações, então a doença passa a ser um agente de limpeza, de mudança. Talvez por isso enxergamos tanto dentro de família que passam pelo processo de doenças uma mudança muito grande sobre o valor da vida, e da materialidade.
Outras vezes, a doença é uma oportunidade dos espíritos que estão como uma família nesta vida, de enxergar muito de si, de mudar, de valorizar o que realmente tem valor: o amor.
Doenças são muitas vezes a soma de traumas de outras vidas seja no psicológico, seja na materialidade do corpo, levando isso para nosso períspirito e trazendo de volta à essa vida atual quando reencarnamos. Somos espíritos e somamos em nós tudo o que sentimos, vivemos e o que colocamos para dentro de nosso corpo físico há várias e várias encarnações, mudamos a casca mas não mudamos nosso espirito, então as crianças são espíritos e por isso suas doenças.
Mas a reforma íntima das crianças pode ser direcionada pela educação e amor dos pais. Muitas vezes a doença é um agente transformador na vida da criança e dos pais, para uma evolução conjunta. Não é uma punição, é um meio, o agente transformador da vida por meio da dor, para aprendemos o amor.

Juliana Vergutz
Terapeuta Reencarnacionista

 

Deixe uma resposta